Bio

Conectados

Planárias

Planárias
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Reprodução das Planárias

Os platelmintos
 

Os platelmintos   são animais que surgiram na Terra há aproximadamente 600 milhões de anos. Esses vermes apresentam o corpo geralmente achatado, daí o nome do filo: platelmintos (do grego platy: 'achatado'; e helmin: 'verme').

Eles compreendem cerca de 15 mil espécies, vivem  em ambientes aquáticos, como oceanos, rios e lagos; mas são encontrados também em ambientes terrestres úmidos. Alguns têm vida livre como a planária, outros parasitam animais diversos.

Os platelmintos possuem tubo digestório incompleto, ou seja, apresenta apenas uma abertura (a boca), por onde ingerem alimentos e eliminam as fezes. Alguns desses vermes não apresentam tubo digestório, por isso vivem adaptados à vida parasitária, absorvendo, através da pele, o alimento digerido pelo organismo hospedeiro.

Entre os  platelmintos, existem as planárias, as tênias e os esquistossomos.

Planárias


Mede aproximadamente 1,5 cm de comprimento, esses aniamis apresentam vida livre e podem ser encontrados em córregos, lagos e lugares úmidos. Alimentam-se de moluscos, de outros vermes e de cadáveres de animais maiores e etc.

Na região anterior do corpo da planária localizam-se a cabeça e os órgãos dos sentidos: ocelos (estruturas capazes de detectar contrastes entre claro e escuro, mas que não formam imagens) e órgãos auriculares (expansões laterais da cabeça capazes de perceber sensações gustatórias e olfatórias, auxiliando o animal na localização do alimento).

Seu corpo é achatado dorsoventralmente e possui a boca localizada na região ventral do corpo. O intestino da planária é  ramificado e atua digerindo os alimentos e distribuindo para as demais partes do corpo.

 A planária adulta é hermafrodita, isto é, apresenta sistema genital feminino e masculino. Quando duas planárias estão sexualmente maduras e se encontram, elas podem copular.

Após a troca de espermatozoides através dos poros genitais, os animais se separam e os ovos são eliminados para o meio externo. No interior de cada ovo, encerrado em cápsulas, desenvolve-se um embrião, que se transforma em uma jovem planária.

As planárias tem grande poder de regeneração. Cortando-se o animal em alguns pedaços, cada um deles pode dar origem a uma planária inteira. Observe o esquema a baixo:

Planárias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Planárias

Enviando Comentário Fechar :/